19 de setembro de 2010

Barstow, CA

É nossa primeira parada. A Main Street era parte da extinta Route 66. No caminho para cá viemos pela Interstate 15, estrada boa a
maior parte do tempo, limite de 70 mph (uns 110 km/h), que corre paralela, em muitos lugares, ao cadáver exposto da 66. Esta é conservada, por motivos turísticos, em vários trechos, em outros está totalmente abandonada, já sem asfalto.

Barstow fica a 115 milhas de LA e é uma cidade típica de beira de estrada, desenvolvendo-se ao longo dela.

Chegamos à noite e estamos no Motel 66. É de um senhor velhinho, chamado Victor, meio índio, meio mexicano, que tem medo de falar espanhol e nos atende em inglês - ao menos, ele acha que é inglês... Foi extremamente solícito.

O motel é de 1922. Cama redonda com cabeceira alta, quarto pequeno sem armários, com um cabide de ganchos pendurada na parede atrás da porta, móveis de época e algumas novidades, como um micro-ondas e um frigobar, além de um aparelho de ar condicionado enorme para o tamanho do ambiente, mas que é orgulho para o proprietário.

Mas alguns detalhes destacam este motel da paisagem: os letreiros em neon e uns 10 carros de 1940 ou mais antigos, deixados ao relento propositalmente, para apodrecimento - que vai demorar, já que estamos no deserto e a chuva não existe aqui, o que aceleraria sua decadência. Claro, o sol é inclemente, mas só conseguiu, até agora, acabar com a pintura e expor o fundo de zarcão.

Neon do motel em Barstow
Pra quem entende, são pelo menos três La Salle, fora outros que identificarei amanhã.

Buick La Salle

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...