19 de agosto de 2015

The Jane NYC e o Chelsea/Meatpacking

Não acreditamos que os posts de NYC ficariam completos sem mencionarmos o The Jane, um hotel MUITO diferente de tudo que você pode pensar...


Quartos minúsculos, banheiros coletivos, hóspedes no mínimo estranhos (como nós...), malas guardadas no térreo, bicicletas - gratuitas - à disposição dos hóspedes, um parque estadual imenso ao lado, vista privilegiada do Rio Hudson e New Jersey, localização incrível (no meio do Chelsea/Meatpacking) e... preço fantástico por tudo isto!

O site deles fica aqui. No site há fotos dos quartos, história do hotel, etc.

Em 2012 tentamos reservar um quarto com umas 3 semanas de antecedência - estava tudo lotado. Aconselhamos reservar com pelo menos um mês de antecedência.

O hotel foi construído no começo do século XX pelo Sindicato dos Marinheiros do Porto de NYC. O porto, mais tarde, mudou-se para Staten Island e o sindicato vendeu o prédio, que teve história turbulenta até tornar-se o que é hoje, um hotel totalmente cult. Até os bell boys, todos extremamente simpáticos, são cult...

O bar do terraço do The Jane
 O bar, visto nestas fotos (neste post vou colocar a versão em cores e também a P&B, que eu gosto mais), fica no 6º andar e bomba com uma moçada diferente às 3ªs, 5ªs e sábados. Decoração de época completa o ambiente, agradabilíssimo.



 Os banheiros - exceto por uma única suíte - são coletivos, mas são imaculadamente limpos. Os quartos, como os bunks de marinheiros mercantes, são minúsculos, com duas beliches, ar condicionado e só. Suas malas ficarão guardadas no térreo.

O café da manhã é cobrado à parte e servido em um restaurante francês metido a marroquino, o Gitane, que fica no térreo. É muito bom e vale a pena comer lá. Mas, outras opções de comida não faltam na região, um bairro extremamente boêmio e, ao mesmo tempo, tranquilo.

Vista do Rio Hudson do bar do terraço, e o parque em primeiro plano
 A vista do 6º andar é privilegiada, como pode ser visto acima. New Jersey fica do outro lado. O parque que se vê em primeiro plano estende-se por uns 10 km ao longo do rio, tem até campo de golfe, quadras de tênis, museu do Intrepid, ciclofaixa, faixa de corrida, o escumbau.


Moto Royal Enfield com side car - é de uma pizzaria/cervejaria que faz entregas
 A região onde fica o hotel chama-se Chelsea e/ou Meatpacking District. Recuperada há umas duas décadas após longa decadência, hoje é o point da moçada (inclusive nós) descolada. Cervejarias artesanais, pizzas inacreditáveis e baratas, bares que parecem escritórios dos frequentadores, motos e carros incríveis pra todo o lado, turistas, locais, tudo muito legal.

A região também abriga o Highline, elevado (férreo e menor que o paulistano) transformado em parque.



 Esta Enfield de entrega de pizzas diz tudo, né?

Taí a bichinha, firem e forte




 A região é delimitada, a leste, pela 8th Avenue e a oeste pelo Hudson. Tem muita coisa legal nesta avenida mas, para quem gosta de fotografia de rua como eu, o melhor são as pessoas passando.

8th Avenue
 As ruas em geral são muito calmas, com muitas árvores, muitos cachorros e muitas, muitas bicicletas e ciclofaixas. Nesta região encontramos os maiores locais de bikes do Citibank. Em um deles, ao lado do Chelsea Market, contei um point do Citi com mais de 150 bikes de aluguel. Um sucesso.


Uma das transversais, larga, tranquila e arborizada



Uma confusão muito bem ordenada


Na calçada da 8th Avenue


2 comentários:

  1. Nossa realmente esse hotel é bem diferente do que estamos acostumados, muito legal seu post. Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Márcia! Obrigado pelo seu comentário. O hotel é realmente muito diferente, vale a pena conhecê-lo. []s, Carlão

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...