31 de julho de 2015

Coney Island, o burlesco de NYC - 19/07/2015

Escolhemos o domingo, dia mundial da farofada, para irmos a Coney Island, um ícone inconteste e insuperável nesta modalidade de diversão.

Parques de diversão, cachorros-quentes emblemáticos, montanhas-russas fantásticas e históricas e, principalmente... gente divertida!

Farofa é farofa em qualquer parte...

 A praia é bem limpa, havia sinais nítidos de que passam o trator - bem passado - todos os dias. Ir à praia significa levar um monte de tranqueiras e comidas - e isto suja o local.


A praia
 A faixa de areia é bem grande, bem sinalizada e com salva-vidas em todo o lugar. Domingão de sol, claro, o local estava lotado. Somente esta faixa aí, mais próxima do deck de madeira, é que ainda tinha algum lugar.
Segurança de deck e pier
O deck de madeira é enorme, assim como alguns piers que entram mar adentro. O pessoal pesca, toma sol, não faz nada nestes lugares. E sempre tem um segurança olhando tudo. Vimos esta aí dar uma chamada num cara que estava fumando - é, não pode fumar na praia, no deck ou nos piers. E ameaçou o cara de multa se ele não apagasse o cigarro imediatamente.
Um dos piers
 
Curtindo o domingão de sol









Nos decks há uma atração irresistível com o forte calor: chuveirões. Dá pra se refrescar, pra lavar as crianças (imundas, a esta altura), cadeiras de praia, isopor (aqui, são de fibra de vidro), etc.

Chuveirão em ação - ao fundo, posto dos salva-vidas, estilo década de 1960
 Aí vai uma visão da praia, com o pessoal no mar e na areia.

Na praia, propriamente dita
 Coney Island não seria Coney Island sem os parques de diversão. O mais famoso é o Luna, que abriga a montanha-russa mais antiga da América, a Cyclone. Feita em madeira, dá a sensação, quando se anda, que vai cair, além dos rangidos assustadores da madeira.

Foi transformada em monumento, após ser restaurada. E funciona, ok?

Cyclone, em toda a sua grandiosidade

Vista da rua, bicicleta e Cyclone
 E, no verão, Coney Island é uma festa de cores. Não bastasse os frequentadores, os bares e restaurantes abusam das cores chamativas.

Cores pra todos os lados
 As famílias chegam em grandes números para aproveitar o verão. Ainda mais em época de férias escolares, quando os miguelitos tornam o ambiente doméstico ainda mais insuportável.

Chegando...
 Este local aí embaixo é o Nathan's, que se autoatribuiu o título de criador do hot dog. A Jackie provou e gostou.

Call the cops!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...