9 de fevereiro de 2015

Rouen

Rouen é uma cidade da Normandia, fica bem perto de Paris, algo em torno de 130 km.

Chegou a ser a 2a maior cidade da França, condição que manteve até meados do século XIX. A ocupação humana na região data de 7.000 AC. Os gauleses ocupavam a região até a conquista romana. Augusto criou a cidade no século I DC.

Fomos e voltamos no mesmo dia, via trem da SNCF.

O trem da SNCF

A estação de trem em Lyon

No século III DC as invasões bárbaras afetaram bastante a cidade. Mas o comércio sempre foi seu forte e a cidade renasceu. Durante as invasões vikings, a cidade continuou crescendo. Os vikings chegaram, pelo Volga, até Constantinopla e Rouen aproveitou-se disto para expandir seu comércio.

A cidade também comerciava com toda a Europa e, pasmem, com a África. Por volta do ano 900 DC estava muito bem na fita, apesar de escaramuças locais entre nobres, o rei, a igreja, etc., aquelas coisas muito bem mostradas pelo Monty Python.

A região da Normandia, após a saída dos vikings, foi dominada pelos normandos, que também dominavam a Inglaterra e, por tabela, os ingleses dominaram a região.

Isto nos traz para as guerras de libertação, por parte dos franceses, contra os ingleses. E, claro, para Joana d'Arc, que lá foi capturada, julgada e queimada pelos ingleses, em 1431. Um pouco antes disto, no final do sécuxlo XIV, a cidade sofreu bastante com a peste. E, durante toda sua existência, até o final do século XIX, sofreu muito com as doenças e pragas urbanas.
A torre onde Joana d'Arc ficou presa

Após a reconquista da Normadia pelos franceses, por volta do final do século XV, a cidade continuou crescendo. Seus ourives faziam coroas e jóias para os nobres indus e chineses. Os pescadores da cidade iam até a Terra Nova e Groenlândia para pescar o bacalhau e seus comerciantes dominavam o Báltico e Mar do Norte.

As guerras religiosas do final do século XVI na França foram sua ruína. Muita gente morreu, vários castelos e igrejas foram queimados e a população sofreu consideravelmente. Mas, mesmo assim, diversos navegadores protestantes da cidade chegaram à América - criaram o Quebec/Canadá e a Louisiana.

Falando em religião, catedral é o que não falta na cidade. Farei um post sobre elas depois.

Hoje continua sendo um porto importante - o Sena passa por ela e sua foz está a poucos quilometros da cidade. É um polo científico e industrial bem importante, além de atrair muitos turistas. A arquitetura normanda é bem evidente e preservada.

Vale a pena uma visita, sem dúvida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...