10 de outubro de 2010

Equipamento – bagagem

A Sportster e a Heritage alugadas pelas Eagle Rider vêm com alforjes laterais bem limitados.
Os da Heritage têm um volume adequado, mas os parafusos de montagem expostos são um perigo para qualquer coisa que se coloque lá dentro, em especial sacolas plásticas e mochilas.

Os da Sportster têm volume reduzidíssimo, algo em torno de 9 litros cada. A Eagle forneceu-me a moto com um dos alforjes SEM a fivela, e tive que prender a aba com um extensor, após a perda irreparável de meio pacote (dos grandes...) de Doritos que estava acomodado dentro dele.

Gambiarra nos States: alforje em péssimo estado na moto alugada
obriga-nos a solução brilhante de engenharia
Eu iria comprar uma mochila de tanque, mas não encontrei o modelo da Nelson Rigg na loja em que fomos, apesar do vendedor garantir que estava lá. Acabei comprando uma excelente mochila comum na loja da REI e ela viajou presa na bagagem normal com aranhas. Foi um excelente quebra-galho.

As aranhas da H-D - caramba, até isto deles é MUITO
melhor que as coisas daqui...
A Sportster vem com um minúsculo bagageiro que torna possível apoiar o alforje traseiro nele e no para-lama traseiro. O alforje que levei é da Nelson Rigg e acomoda perto de 40 litros quando expandido. Tem extensores com ganchos próprios, embutidos. É um equipamento bastante robusto e voltou como veio, nem sentiu a viagem. Recomendo o equipamento da Nelson Rigg. É muito caro no Brasil, talvez seja mais interessante comprar direto da fábrica ou pela Amazon.

A Heritage vem com um sissy bar/bagageiro padrão da H-D. Este equipamento não carrega muito peso. Como a Jackie iria sozinha na moto, apoiamos o alforje dela no banco do garupa, usando o sissy bar como elemento de montagem.

O alforje que compramos para ela é original H-D, um conjunto de dois alforjes, na realidade, que podem ser usados em conjunto ou separadamente. São muito robustos, duráveis e também nada sofreram durante a viagem. É o Multifit Touring System with Day Bag, levando impressionantes 64 litros.


Quanto às coisas que levamos DENTRO das bagagens... bom, aí é melhor não comentar... hehehe!

A Jackie reconheceu que levou coisas demais para a viagem e que poderia tê-la feito com muito menos. Foi a primeira viagem longa dela com moto, e isto vai servir como experiência.

Apesar de coisas demais, não era muito difícil arrumar tudo de manhã e sair. No final da viagem, com bastante experiência adquirida com o conjunto que levamos, não demorava mais do que 15 minutos para arrumarmos tudo e pegarmos a estrada.

Nesta foto em Vallez Caldera dá pra ver a tranqueirada toda montada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...