21 de setembro de 2010

Kingman, AZ, Seligman, AZ (via Route 66) e Williams, AZ

Ontem não conseguimos postar nada por problemas na rede do motel. Agora, de madrugada, fica mais fácil.

Anteontem saímos de Barstow e chegamos a Kingman. Cidadezinha agradabilíssima, gente extremamente acolhedora, simpática e disposta a te ajudar em qualquer coisa que precise. E tem, talvez, a melhor comida que provamos até agora. E eles servem em quantidades de Fred Flintstone. Dividimos todos os pratos que pedimos.

Na chegada a Kingman, anteontem à noite, estávamos cansados e comemos no motel, mesmo. Compramos comida congelada no Walgreens ao lado do motel. Macarrão com molho de queijo pro vegetariano aqui e burritos de carne pra Jackie, além de castanhas diversas e damascos.

Ontem fomos a uma lanchonete chamada D'z, decorada com motivos da década de 50. Comida fantástica e, acreditamos, comemos verdadeiro cheesecake pela primeira vez em nossas vidas.

Interior da D;z
O menu
O cheesecake, caseiro, orgulho, merecidamente, do local
Também fomos ao museu da Route 66 da cidade, muito bem montado e com atendimento nota 10. A história dos caras é realmente fantástica, muita luta, muita vontade. A gente começa a entender como chegaram onde chegaram.

No museu há um escritório de turismo do governo do Arizona. O senhor que nos atendeu, o Larry, é simpaticíssimo. Atendeu-nos de maneira fantástica e insistiu para que fôssemos pela Route 66 até Seligman e Ash Fork, que a estrada estava conservadíssima neste trecho.

Não nos arrependemos. Realmente vale a pena rodar no Caminho de Santiago dos Harleyros. Passamos em diversos lugares que só havíamos visto em livros e sites, como o bar em Hackberry, onde há uma Corvette 1957 conservadíssima na porta, além de milhões de souvenirs e outras coisas.

As bombas de gasolina na entrada do bar em Hackberry
A Corvette 1957
Interior do boteco em Hackberry
Neste trecho, a estrada é belíssima. Tráfego mínimo, asfalto perfeito e toda aquela aura de mito presente todo o tempo. Poucas vezes na vida senti tanta paz interior. Apesar do limite de velocidade neste trecho ser de 65 mph (algo em torno de 104 km/h), fomos a bem menos que isto. O lugar é marvilhoso.

na estrada!
parece que a gente nunca vai chegar a lugar algum...
Voltando pra estrada
Chegamos a Seligman após umas duas horas de viagem. Seligman é uma cidadezinha com uma rua só, que é a própria Route 66, mais algumas transversais. Tudo gira em torno da Route 66 e de algumas empresas de transporte. A linha férrea acompanha a Route 66 a grande maioria do tempo. A I-40, com seus eighteen-wheelers (caminhões de 18 rodas), felizmente, fica bem longe da Route 66 neste trecho.

Chegamos a Williams já sem luz do dia. Williams tem 3.000 habitantes e também vive do turismo e da Route 66, que também é a Main Street. Estamos em um motel da década de 30, bem charmoso, mas com poucos recursos. Ontem jantamos em um restaurante mexicano-irlandês. Pode??? O dono deve ser irlandês e, claro, comida mexicana é um must.

Williams é a porta do South Rim (margem sul) do Grand Canyon. Hoje iremos até lá para fazermos o passeio de helicóptero. Depois, seguimos de volta para a I-40, pelo interior e não pelo mesmo caminho da ida. Segundo nos disseram, a estrada é muito boa e evitamos repetir o trajeto. Ainda não sabemos se iremos a Sedona, ao sul de Flagstaff, ou se continuamos até Gallup.

Até amanhã!

12 comentários:

  1. Jacque e Carlos,

    estou acompanhando todos os posts da viagem de vocês e imaginando as aventuras que vocês estão vivendo. Invejinha boa, rsrsr.
    Ano que vem, também em setembro, pretendo fazer essa viagem com meu marido. Aliás, já estou anotando as dicas!

    Aproveitem e não deixem de nos contar tudo!
    bj

    ResponderExcluir
  2. Carlão & Jackie!

    Parabéns pela viagem e principalmente a cobertura.
    Muito legal!

    ResponderExcluir
  3. Grande Carlão!!!...é de dar água na boca esse cheesecake hein! hehehe

    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. E vc nem comeu ainda a batata frita dos caras...

    ResponderExcluir
  5. Grande Grelton!

    Valeu, garoto, continue acompanhando!

    []s

    Carlão

    ResponderExcluir
  6. OK, conversaremos no próximo Ladies.

    []s

    Jackie

    ResponderExcluir
  7. Show de bola Jackie... Você e o Carlão estão fazendo uma viagem maravilhosa... que saudades!!! Estivemos no Hackberry... as estradas, o visual, a nostalgia!! Tudo perfeito! O relato de vcs está espetacular. Mandem notícias e aproveitem tuudooooooooooo !!!
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Carlão, parabéns pela viagem e pelos relatos. Está melhor que o blog antigo Rsrsrs.

    Abraços

    ResponderExcluir
  9. Hehehe! A viagem é mais legal, também...

    []s

    ResponderExcluir
  10. Ricardo Boni Isique25 de setembro de 2010 16:51

    porra Carlão demais em!!!!!!!!quem sabe no ano que vêm eu não fasça uma viagem dessas, pois a moto agora eu já tenho e enquanto isso vou treinando por aqui{peguei ela hj e é demais,já desci na garagem umas cinco vezes só para ficar olhando a mota mano}.
    Abração e boa viagem para vcs.

    ResponderExcluir
  11. Que maravilha de viagens vcs fizeram,tenho o mesmo sonho e aprecio muito que ja o realizou!
    grande abraço ao Lindo casal!

    ResponderExcluir
  12. Foi muito legal mesmo! E estamos preparando a próxima para muito breve. Fica na garupa, ok? Kkkkk! []s

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...